Cunha Porã é pioneiro em georreferenciamento

Após a implantação do marco geodésico central, localizado na Praça da Bandeira, e feito por meio de convênio com a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) ainda em 2014, recentemente foi implantado município de Cunha Porã uma malha com 50 marcos de georreferenciamento no perímetro urbano, que servirá para os trabalhos de demarcações de divisas e localizações. A ação de continuidade do projeto contou com a parceria da empresa Oeste Soluções Ambientais e Florestais, por meio dos profissionais Ismael Grings e Juliano De Sordi.

Conforme o engenheiro civil da prefeitura, Paulo Christ, o projeto já vinha sendo pleiteado há três anos, e agora está executado, sendo que Cunha Porã é um dos municípios pioneiros na região que contam com esse recurso. Ele explica que a partir da fixação desses 50 marcos será possível definir, com precisão menor que dois centímetros, cada terreno, poste, boca de lobo, entre outros recursos instalados no perímetro urbano.

“O centro da cidade foi demarcado em 1931 pela então Companhia Territorial Sul Brasil, entretanto, por volta de 1967 houve uma grande reforma promovida pelo prefeito Cláudio Benicá Lena, e a partir desta data os loteamentos foram implantados em desarmonia, o que, por vezes, causava controvérsias de informações”, explica Christ, enfatizando que agora, com a implantação desses marcos de georreferenciamento o trabalho de demarcações será facilitado.

Ainda conforme o engenheiro, nos próximos dias o município vai decretar em redação a adoção oficial desses marcos e vai determinar um prazo do qual será necessário que todos os projetos direcionados ao perímetro urbano e que forem apresentados à prefeitura deverão seguir as coordenadas a partir do georreferenciamento.

Christ ressalta que os 50 marcos estão fixados em vários pontos da cidade, e é importante que a população respeite e preserve, já que foram investidos recursos que são em benefício do desenvolvimento da própria comunidade. “Vale salientar que, caso algum munícipe presencie atos de vandalismo, que denuncie fazendo sua parte”, pondera o engenheiro civil.

Na manhã do dia 7 de abril, o prefeito recebeu em seu gabinete os profissionais Paulo Christ, Ismael Grings e Juliano De Sordi. Durante diálogo foi entregue ao líder do Executivo o relatório técnico dos marcos de georreferenciamento fixados em Cunha Porã. Conforme o prefeito, esta iniciativa proporciona ao município mais condições de planejamento do perímetro urbano. Além disso, a parceria com a UFSM e empresa Oeste Soluções Ambientais e Florestais possibilitou que o projeto fosse executado com valor menor, e que certamente vai contribuir para o desenvolvimento de Cunha Porã.