Após caso confirmado de dengue, município conta com aplicação de inseticida em UBV

Após a confirmação, na última semana, do primeiro caso de dengue no município de Cunha Porã, no fim da tarde de quarta-feira (22), foi realizada a aplicação de inseticida em Ultra Baixo Volume (UBV) em trechos do Centro e dos bairros Bonfim e Jardim.

A ação é desenvolvida pela Regional de Saúde de Chapecó e visa eliminar o mosquito Aedes aegypti adulto que esteja sobrevoando na área onde o produto está sendo aplicado. O inseticida utilizado para controle do mosquito é aprovado pela Organização Mundial da Saúde e após a aplicação, o produto permanece suspenso no ar por, aproximadamente, 45 minutos.

De acordo com a Secretaria de Saúde e Sala de Situação de Cunha Porã, esta não é a primeira vez que o município conta com a aplicação do inseticida em Ultra Baixo Volume, uma vez que em anos anteriores com a positivação de casos de doenças transmitidas pelo mosquito, também houve a necessidade deste controle.

Esta aplicação do inseticida é uma medida paliativa, ou seja, combate ao mosquito Aedes aegypti em sua fase adulta e que esteja sobrevoando no momento da aplicação, mas não elimina ovos, larvas e o vetor que esteja em ambientes fechados, sem alcance do produto.

Por isso, a recomendação à população é para que continuem vigilantes no combate ao Aedes aegypti, eliminando ou adequando objetos e locais que possam acumular água; limpando terrenos e entulhos, depositando em locais próprios para a recolha; vedando caixas de águas, cisternas e ralos; entre outros. Além disso, a orientação é para que todos usem diariamente repelente e roupas longas.

Conforme os dados da Secretaria de Saúde e Sala de Situação, até a manhã desta quinta-feira (23), o município somava 47 focos do mosquito Aedes aegypti, contando ainda com nove casos notificados para doenças. Destes, cinco negativos, um positivo para dengue e três pacientes aguardando resultados de exames.