Ações de combate a dengue são intensificadas no município

Ações de combate a dengue são intensificadas no município

A Secretaria de Saúde de Cunha Porã desenvolve, constantemente, o programa de Controle a Dengue que foi instalado com vistas para combater a doença por meio de estratégias que evitam a criação e proliferação do mosquito Aedes Aegypti (transmissor da doença). Para isso foram instaladas 37 larvitrampas – que servem como armadilhas para detectar precocemente a presença do mosquito.

Essas armadilhas são inspecionadas semanalmente por um grupo de profissionais e pela agente de Endemias Ângela Rieger Kölln, e a partir do momento em que são detectadas larvas, estas são enviadas para o Laboratório Regional de Entomologia de Chapecó, onde ocorrem análises das mesmas.

Recentemente em uma dessas armadilhas, instalada no centro da cidade, após inspeção foi constatadas larvas, que foram enviadas para análise. Conforme os profissionais que atuam no combate à dengue, duas das análises tiveram resultado positivo para o mosquito Aedes Aegypti, e assim que o foco foi confirmado uma equipe foi até o local para fazer a delimitação do mesmo. Ainda segundo Ângela, até o momento foi encontrado somente o foco do mosquito, e não foi constatada nenhuma pessoa com a doença.

Para combater o incidente a Secretaria da Saúde intensificou os trabalhos, e conta agora também com agentes de saúde que estão auxiliando no controle da dengue. Entre as ações está a delimitação do foco num raio de 300 metros, que abrange 28 quadras e 660 imóveis. Além disso, os proprietários desses imóveis estão recebendo orientações para que tomem os devidos cuidados, e em caso de necessidade também está sendo feito tratamento focal com larvicida especial, somente disponibilizado pelo Ministério da Saúde – este pode ser usado para tratar depósitos de água para o consumo humano.

Entretanto as equipes da Vigilância Sanitária e de Endemias reforçam que alguns cuidados básicos devem ser aderidos por toda população, a fim de evitar que o mosquito procrie e se prolifere.

  • Verifique se os ralos e calhas das casas não estão entupidos;
  • Verifique se as caixas d’água estão bem vedadas;
  • Não deixe água acumulada sobre lajes;
  • Não acumule materiais descartáveis, se forem destinados a reciclagem, guarde-os em local coberto;
  • Não jogue lixo em terrenos baldios, coloque lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira bem fechada;
  • Trate adequadamente a piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;
  • Guarde pneus em locais cobertos, para não acumular água;
  • Remova regularmente a água acumulada em folhas de plantas, à exemplo das bromélias;
  • Encha de areia até a borda os pratinhos dos vasos de plantas ou lave-os uma vez por semana;
  • Ao levar flores no cemitério encha os vasos com areia.