C.E.Is desenvolvem trabalho “DESCOBRINDO O MUNDO DOS SENTIDOS”.

DESCOBRINDO O MUNDO DOS SENTIDOS

            Trabalho desenvolvido com alunos do Pré II vespertino do Cei Criança Feliz e Pré II e III do Cei Alice Silva Winckler. Professora: Silvana de Vargas Lenz

            A Educação Infantil é o período que compreende os primeiros anos de vida da criança. Nesta fase de sua vida a criança aprende, socializa, desenvolve habilidades, fortalece laços afetivos e principalmente promove a sua autonomia. Por isto, faz-se primordial que nesta fase o aprendizado da criança seja pautado por momentos ricos de experiências que promovam seu desenvolvimento.

Trabalhar os cinco sentidos na primeira infância é uma das melhores maneiras de estimular o autoconhecimento bem como a consciência corporal destas funções (audição, visão, olfato, paladar e tato). A criança precisa identificar seus órgãos dos sentidos e conhecer a importância de cada um na forma de ver, sentir, perceber o mundo que está a sua volta em seu cotidiano.

Pensando na importância de estimular a consciência corporal o trabalho desenvolvido junto aos alunos procurou pautar-se em atividades que proporcionassem as crianças compreenderem que os órgãos dos sentidos são uma forma de ligação nossa com as pessoas e o mundo que nos cerca, pois são estes que nos permitem sentir, cheirar, ouvir, degustar e ver.

Em um primeiro momento as crianças foram questionadas sobre os órgãos dos sentidos e qual a importância destes em nossa vida. Expliquei então que os sentidos é que nos proporcionam sentir, ver, perceber o mundo que nos cerca. A seguir apresentei as crianças diversos elementos que havia trazido em uma sacola surpresa e fui questionando o que era cada objeto, sua cor, formato, textura. Com todos os cuidados necessários foram passados diferentes materiais para que através do TATO que e o sentido que nos permite sentir, as crianças puderam passar a mão em diferentes texturas e diferentes temperaturas, também ressaltei que a mão representa este sentido mas toda a pele de nosso corpo pode sentir texturas e temperaturas. Para estimular OLFATO que e o sentido que nos permite cheirar levei perfumes, cremes, flores e a própria comida que iriamos degustar e expliquei que este sentido é importante pois através dos cheiros podemos sentir se a comida esta estragada ou se há algum outro risco como cheiro do gás. Para estimular a AUDIÇAO que é o sentido que nos permite ouvir, além de músicas de diferentes ritmos, procuramos em silencio ouvir os sons que vinham de fora como carros, latidos, conversas… Para proporcionar a estes o que a VISÃO nos possibilita instiguei-os a observarem o que eles podiam ver em nossa sala de aula e descrever o que estavam vendo suas cores, sua forma, tamanho pois são os olhos que nos proporcionam a maravilha que e ver tudo que está ao nosso redor. E por fim para aguçar o PALADAR estimulei estes a experimentarem diferentes alimentos para sentirem o doce, o salgado, azedo e o amargo. Também foram apresentados as crianças vídeos e cantigas infantis sobre este tema.

Após este trabalho sensorial com as crianças, construímos cartazes para cada um dos sentidos onde colocamos a imagem do órgão responsável pelo sentido bem com o nome de cada sentido e as crianças tiveram de recortar diferentes imagens que representassem cada um dos sentidos em situações cotidianas, bem, como imagens de produtos, animais, cores, formas que estivessem relacionadas aos mesmos. Em roda de conversa, cada um dentro de seu potencial mostrava suas figuras e falava o porquê recortou está e qual dos sentidos representava.

Esta atividade possibilitou as crianças vivencias sobre o tema abordado de forma lúdica permitindo a assimilação do conteúdo trabalhado de forma agradável e descontraída. Foi uma experiência encantadora, que estimulou a coordenação motora, o trabalho em equipe, a autonomia e a autoconfiança das crianças, pois a verdadeira aprendizagem é aquela que possibilita interação social e a formação integral da criança.