Desfile do Colono e Motorista registra histórias, tecnologias e desenvolvimento

Para encerrar a programação do 56º aniversário de Cunha Porã foi realizado no domingo (27) mais um evento coroado de sucesso e com expressiva participação do público local e de toda região. Os festejos tiveram início pela manhã com o tradicional desfile do Colono e Motorista que proporcionou um resgate histórico, tecnológico e de conhecimento contando, inclusive, com a presença de soldados do 14º Regimento de Cavalaria Mecanizada (RCMec) de São Miguel do Oeste – primeiros a passarem pela Avenida do Comércio.

A abertura ocorreu no palanque oficial da Praça da Bandeira, e reuniu autoridades civis, militares e religiosas. Em seu pronunciamento o presidente da Câmara de Vereadores Roberto Allf Côrrea salientou que o Legislativo cunha-porense está trabalhando em prol do município, e o momento era para parabenizar colonos e motoristas que tem sido duas classes merecedoras de apoio, pois auxiliam na transformação da sociedade proporcionado desenvolvimento.

O prefeito Jairo Ebeling reforçou que Cunha Porã teve um salto no seu movimento econômico no último ano, o que é prova de que o povo é trabalhador e preza pelo desenvolvimento local. “Parabenizo os colonos que tem se dedicado a terra na produção dos alimentos, mesmo com intempéries e demais adversidades, assim como ressalvo o trabalho dos motoristas, que mesmo com nossas BRs em estado precário tem transportado o alimento para todo País. Hoje é um dia especial e espero que todos sintam-se felizes em estar presentes”, destacou Ebeling.

Envolvimento e organização

Após os pronunciamentos e execução do Hino Nacional Brasileiro foi dado início ao desfile, que contou com a organização Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Cooperativa Regional Auriverde, Banco do Brasil, Sicoob Credial, Sicredi Alto Uruguai, Caixa Econômica Federal, Ceraçá, Associação dos Motoristas de Cunha Porã (Asmocunha) e governo municipal.

O primeiro bloco foi o Clube Agrícola da Linha Glória, que conta com aproximadamente 30 sócios, e que apresentou ao público a Colonização de Cunha Porã. Na sequência foi a vez do Clube 4S em Busca do Ideal, da Linha Progresso, que também tem cerca de 30 sócios, e que apresentou a Evolução Agrícola.

A Evolução da Suinocultura foi o tema escolhido pelo Clube 4S Rumo ao Futuro, da Linha Santo Antônio, que tem atualmente 50 sócios ativos. Já a Evolução da atividade de Bovinocultura de Leite ficou aos cuidados do Clube Agrícola Amigos da Terra, da Linha Sertão, que conta com 30 sócios. O Clube Agrícola da Linha Itapé, que tem 25 sócios, representou no desfile a Evolução da Avicultura.

Um dos momentos reflexivos do desfile ficou por conta da passagem de crianças, que traziam faixas de indignação com relação à questão indígena envolvendo também o município de Cunha Porã, e que conta com apoio do Movimento de Defesa da Propriedade, Dignidade e Justiça Social (DPD).

Em continuidade ao evento, o Clube Agrícola da Linha Barra Grande, Cunhataí, que tem 40 sócios, também participou e trouxe a Agricultura de Precisão, por meio de máquinas e equipamentos modernos fazendo, inclusive, demonstrações da utilização do GPS nas lavouras. Posteriormente agricultores do município adentraram a Avenida do Comércio com seus equipamentos, assim como as empresas: Cooperativa Regional Auriverde, John Deere, Massey Ferguson e Valtra que também apresentaram o que há de moderno na linha agrícola.

O Corpo de Bombeiros de Cunha Porã também apresentou seus equipamentos, assim como a Ceraçá e as transportadoras do município que encerraram o desfile com expressivo número de caminhões e carretas simbolizando o desenvolvimento e o avanço do progresso para todo Brasil. Em todo o desfile o padre Celso Both acompanhado dos ministros Leoni Rossa e Vilceu Caron fizeram a bênção aos que passaram pela Avenida, guiados pela imagem de São Cristóvão.